Sua ideia pode inspirar o mundo!

Confira nossos serviços.

terça-feira, 18 de maio de 2021

18 ferramentas de marketing que o seu negócio precisa usar!

 

O trabalho de um profissional de marketing é bastante complexo. Afinal, é ele quem muitas das vezes precisa pensar em como a comunicação com o cliente vai funcionar. Isso nos mais diversos canais, formatos e cenários.

Além disso, ele não se preocupa apenas em vender um produto ou serviço, mas também em como criar um laço com o cliente, fazendo o que ele interaja com a marca.

Agora, imagina exercer essas funções sem ajuda de nenhuma ferramenta de marketing digital?

Muitos profissionais acabam perdendo muito tempo por não contarem com as ferramentas apropriadas que ajudem a compilar, interpretar e reunir dados de maneira automatizada.

Se você se vê nessa situação e não quer mais sofrer com “achismos”, ou perder tanto tempo por não contar com boas ferramentas, é só continuar a leitura!

Ferramentas de Análise

São excelentes opções para que você possa medir o desempenho do seu negócio, tanto em questões das estratégias de marketing que decidir utilizar como em relação à geração de tráfego.

Elas ajudam ainda a analisar melhor o seu público-alvo, compreendendo suas reais necessidades, formas de consumo, dentre outras informações relevantes.

Com boas informações, você, como profissional de marketing ou empreendedor digital, pode se preparar melhor para atender o mercado, promovendo o seu negócio e organizando estratégias e ações que realmente tragam retorno.

Separamos logo abaixo as ferramentas de análise que você pode utilizar:

1. Google Analytics

É uma importante ferramenta de marketing, já que te ajuda a acompanhar diversos pontos seu negócio no âmbito digital, desde o desempenho do site até as suas páginas nas redes sociais da sua marca.

Através do Google Analytics se pode compreender o que funcionou ou não na sua estratégia, o que o seu público-alvo procura, suas conversões, suas fontes de tráfego e ainda gera relatórios com seus principais KPIs.

2. Google Search Console

Já o Search Console é uma ferramenta de marketing que te ajuda a compreender como o Google posiciona a página do seu negócio quando se pesquisa por palavras relacionados a ele.

Com essas informações, você sabe o que melhorar para ficar bem ranqueado nas buscas do Google, aumentando suas chances de atrair clientes com mais facilidade.

3. SEMrush

Essa ferramenta compara seu site com o de seus concorrentes. Com isso, você consegue saber quais são as palavras-chave mais utilizadas, quais os posicionamentos deles no Google e várias outras informações que ajudam a nortear a sua estratégia de conteúdo.

A análise e o diagnóstico feitos pela ferramenta funcionam como um “toque” para você. Então, você recebe as informações e sabe o que precisa ser melhorado em relação ao SEO.

Ferramentas de SEO

Pensar em ferramentas de SEO é pensar em crescimento orgânico do tráfego, palavra-chave, algoritmos dos buscadores, inbound marketing e até em uma rotina de SEO.

Dominar esse conjunto de técnicas é uma tarefa complicada, mas as ferramentas facilitam bastante o trabalho. Confira abaixo algumas dicas de SEO que separamos para você:

4. SEMrush

Já citamos o SEMrush acima, mas não custa lembrar. Afinal, ele não apenas ajuda a analisar melhor o mercado em que o seu negócio atua, como oferece um diagnóstico completo dos seus principais concorrentes.

Ele permite que você mapeie palavras-chave e trace estratégias de produção de conteúdo. Além disso, com essa ferramenta você acaba contando com uma fonte confiável do número de buscas para cada palavra-chave, o que pode ajudar a escolher os termos mais estratégicos para o seu negócio.

5. Ahrefs

O Ahrefs é uma ferramenta que oferece principalmente a análise de backlinks, ajudando a medir o desempenho e funcionalidade dos links que direcionam para o seu site.

A ferramenta também ajuda a compreender quais temas estão em alta na internet, de maneira que você produza conteúdos de acordo com os itens mais pesquisados.

6. Yoast 

O Yoast é uma ferramenta de marketing que ajuda a compreender melhor se o seu texto está amigável o suficiente para o Google.

Com ele você consegue identificar pontos que precisam ser alterados e melhorados nas suas postagens, como URLs, quantidade de palavras-chave utilizadas,  metas-descrições e vários outros pontos que às vezes passam “batidos” por nós.

7. Google Keyword Planner

Google Keyword Planner é uma ferramenta gratuita do Google que ajuda a identificar as melhores palavras-chave sobre um determinado assunto, tanto para a criação de conteúdos como para campanhas de mídia paga.

Ele vem acompanhado do Google Adsense, e pode auxiliar ainda a criar boas campanhas de marketing, melhorando os conteúdos criados e o ranqueamento deles nas páginas de pesquisa.

8. Google Trends

Outro serviço gratuito, o Google Trends ajuda a identificar quais os temas e palavras-chave mais populares e pesquisados na internet.

A diferença aqui é que ele auxilia principalmente na obtenção de novas ideias e na identificação das principais tendências em regiões específicas.

Ferramentas de Email Marketing

Ferramentas de email marketing são essenciais para que o seu negócio utilize melhor os dados que capta dos consumidores.

É importante dizer que não basta apenas mandar um email para o seu lead. É necessário entender a jornada do consumidor  e o  funil de vendas, para guiá-lo por cada etapa até que seja a hora de fechar a compra.

9. Hubspot

A Hubspot permite não apenas o envio de email marketing, mas também a análise de dados desses emails, como taxa de abertura, retorno e conversões. A ferramenta também permite criar funis de nutrição e listas de segmentação.

Possui desde versões gratuitas a pagas, trazendo diversas ferramentas essenciais para que suas ações de email marketing possam ser traduzidas em bons negócios para a sua marca.

10. MailChimp

O MailChimp é outra ferramenta de marketing bastante utilizada. Ele oferece a versão gratuita que permite o envio de até 12 mil emails de maneira gratuita, podendo adicionar mensalmente cerca de 2.000 novos contatos.

Com esta ferramenta, seu negócio será capaz de criar bons emails, com imagens elaboradas, informações chamativas, além das opções de analisar dados, criar conexões com as redes sociais, links externos, dentre outros.

11. Klicksend

A Klicksend permite não apenas o envio de email marketing, mas também programar respostas e traçar funis de nutrição para cada segmentação de lead.

Além disso, é possível criar diversas campanhas para promover os produtos e serviços que o seu negócio oferece. E você ainda pode acompanhar em tempo real o desempenho das ações.

Ferramentas de Redes Sociais

As redes sociais são uma ótima maneira para estar presente na internet. Porém, fazer uma boa gestão de mídias sociais é algo trabalhoso, já que exige planejamento, organização, boas postagens, interação com os seguidores e por aí vai. 

Contar com ferramentas de redes sociais permite que você economize tempo em determinadas tarefas, e passe mais tempo focando na criação de conteúdos.

Nós separamos várias ferramentas, confira abaixo:

12. HootSuite

O HootSuite permite gerenciar as contas do seu negócio em várias redes sociais, realizando ações como programar postagens, acompanhar os tópicos mais falados no momento (ajudando a focalizar as criações), dentre outras atividades.

Contando com planos gratuitos e pagos, ele ainda permite que diversos colaboradores do seu negócio usem a ferramenta ao mesmo tempo, otimizando a produção de conteúdo.

13. BuzzSumo

O BuzzSumo é uma ferramenta de marketing digital responsável por encontrar os principais temas tratados nas redes sociais, de maneira que sua empresa possa produzir de acordo com os temas mais comentados.

Com ele, é possível ver o que influenciadores postam, bem como concorrentes e marcas relacionadas ao seu negócio, ajudando na tomada de decisão.

14. Socialbakers

O Socialbakers ajuda não apenas a analisar concorrentes e marcas associadas, como também a verificar como andam os anúncios que a sua empresa está realizando nas redes sociais.

A ferramenta ainda conta com funções que ajudam a otimizar o trabalho de gestão de redes sociais, como programação de postagens e respostas automáticas.

Ferramentas de Automação de Marketing

Dentre as ferramentas de marketing digital que sua empresa deve começar a utilizar, as que automatizam algumas tarefas são essenciais. Com elas, algumas atividades ficam muito mais simples e dinâmicas..

Com elas é possível não apenas criar postagens padronizadas, como organizar testes A/B para compreender os desempenhos das postagens, entre outras opções.

Para te ajudar, separamos algumas ferramentas de automação de marketing. Confira:

15. RD Station Marketing

A RD Station é uma ferramenta de marketing que automatiza uma série de tarefas e atividades, como gestão de leads, tráfego e vendas.

O serviço permite programar e disparar campanhas de email marketing, captar e organizar os dados dos leads e criar funis de nutrição personalizados.

16. Hubspot

Novamente na nossa lista, a Hubspot também é uma ótima opção para automatizar alguns processos de marketing do seu negócio, como organização de vendas, agendamentos e criação de relatórios.

A ferramenta permite que você gerencie as redes sociais do seu negócio, colocando praticamente tudo o que é necessário realizar em uma mesma perspectiva, facilitando o processo.

Ferramentas de CRO

Não basta apenas criar conteúdos e esperar que eles convertam. É fundamental analisar os pontos que facilitam ou atrapalham a conversão de clientes e sempre adaptar as estratégias para ter os melhores resultados.

Existem diversas ferramentas que ajudam na otimização de conversão dos canais do seu negócio. Algumas delas são:

17. SumoMe

Permite, entre outras coisas, que caixinhas de anúncios sejam criadas e exigidas para os seus visitantes enquanto ele navega em seu site, de maneira que ele seja sempre instigado a realizar alguma ação.

Ele permite ainda que outras ações sejam implementadas, como o compartilhamento de links, análise de dados, além de ajudar a criar um botão de “comprar” mais dinâmico. 

18. Hotjar

O Hotjart oferece um parâmetro mais “visual” de como o seu público se comporta quando acessa o seu site. Ele permite visualizar o que ele mais acessa, qual o caminho ele faz, os elementos mais clicados etc.

Com essas informações, você pode reorganizar seu site, de maneira que leve o seu visitante mais rapidamente ao que ele deseja, ampliando as chances de fechar mais negócios.

Faça das ferramentas de marketing digital suas aliadas e facilite o seu trabalho!

Como deu para perceber, usar ferramentas de marketing permite otimizar uma série de tarefas e atividades que, de outra forma, seriam demoradas e difíceis de serem feitas. Assim, o seu negócio economiza tempo, tem acesso a dados mais robustos e otimiza processos!

Mas não basta escolher meia dúzia de ferramentas e achar que terá um negócio crescendo de forma saudável. É preciso utilizá-las da forma correta.

Agora que você conta com uma lista extensa de ferramentas, nada mais justo que saber quais são os 7 indicadores de marketing digital que você precisa analisar. Afinal, com um mercado repleto de concorrência, escolher os indicadores certos para a sua análise é uma baita vantagem!


Saiba Mais

Fonte> blog.hotmart.com

terça-feira, 11 de maio de 2021

LGPD: 5 ideias para definir bases legais com Automação de Marketing

 


Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) tem reforçado que a construção de um relacionamento saudável baseado no interesse mútuo entre a empresa e os seus contatos é a chave para ter uma estratégia de marketing e vendas de sucesso. Um passo importante para isso, é garantir a adequação de bases legais, ou seja, garantir que você apenas se comunique com os seus Leads quando tiver alguma hipótese da LGPD que autorize essa comunicação.

Já lançamos diversas funcionalidades no RD Station para facilitar a adequação de bases legais dos nossos clientes e parceiros. Aqui do nosso lado, estamos todos os dias estudando maneiras de facilitar seu plano de adequação da estratégia de marketing.

Pensando nisso, lançamos uma novidade para tornar ainda mais fácil a sua gestão de bases legais. Agora, você pode automatizar o processo de atribuição de bases legais aos Leads no RD Station Marketing com Fluxos de Automação. Com uma nova ação chamada “Adicionar bases legais” , você pode desenhar diferentes caminhos para adicionar, em massa e a partir de critérios específicos, bases legais para todos os Leads. 

Ideias para automatizar a atribuição de bases legais

No RD Station Marketing, é importante que você adeque as bases legais em duas principais frentes, que são:

  • Adequação de canais de entrada (como Landing Pages, Pop-ups, Formulários, Botões de WhatsApp, Mídias Sociais, entre outras); e
  • Adequação da base de Leads atual.

Se você é cliente ou parceiro RD Station Marketing e quer saber mais detalhes das estratégias de adequação de marketing.


Adequação de canais de entrada de dados pessoais

Vamos a alguns dos principais casos de uso que a sua empresa pode automatizar a adequação de bases legais? Há diversas formas de enviar  dados pessoais para o RD Station Marketing, mas vou agrupá-las em duas categorias principais:

  • Ferramentas de conversão ou de geração de Leads — Landing Pages, Pop-ups, Botões de WhatsApp, Formulários, Integração, Importação, entre outras;
  • Ferramentas de atualização e inserção de novos dados — Importação, Integração, Cookies, entre outras.

O indicado é registrar bases legais junto com a coleta dos dados pessoais para garantir que as informações estão atualizadas dentro da plataforma e sejam tratados dados apenas com autorização. 

Ficou difícil de visualizar como colocar em prática? Vamos aos exemplos: 

Caso 1: Legítimo Interesse em Landing Pages

As Landing Pages do RD Station Marketing permitem que você adicione os campos de consentimento para processamento e consentimento para comunicação (checkbox para obter consentimento para o envio de email marketing). 

Contudo, sabemos que a base legal do consentimento não é a única possibilidade em uma Landing Page. É possível que uma empresa queira utilizar a base legal do legítimo interesse em alguns dos seus canais de conversão. Já falamos sobre a possibilidade de utilizar legítimo interesse ao invés de consentimento.

Vamos supor que você queira utilizar a base legal do legítimo interesse em uma Landing Page ao invés de consentimento. 

Para registrar a base legal de Legítimo Interesse aos Leads que converterem nessa Landing Page, você pode utilizar a ferramenta de automação. O fluxo ficaria assim:


Caso 2: Consentimento em Pop-ups de Newsletter

Em um Pop-up de Newsletter, a própria conversão pode já caracterizar um consentimento para realizar comunicações futuramente. Afinal, o Lead está preenchendo o Pop-up justamente com o objetivo de receber emails da sua empresa. Dessa forma, uma empresa pode escolher não adicionar os campos de Proteção de Dados e registrar base legal de Legítimo Interesse, por exemplo, através de um Fluxo de Automação. Neste caso, o fluxo ficaria assim:


Caso 3: Integrações com mais de uma base legal

Até então, seria necessário desenvolver via código o registro de bases legais diferentes referentes a ações distintas que vem de uma mesma integração. Agora, é possível utilizar as informações que chegam ao RD Station Marketing e atribuir bases legais através de uma conversão.

Suponha que todos os Leads oriundos de uma integração com um CRM deram o consentimento e, após fechar uma venda, assinam um contrato, ou seja, a base legal muda. O registro da mudança de base legal pode ser feito da seguinte forme:

  1. Configurar a base legal de Consentimento na Integração para que todos os Leads oriundos do CRM tenham esta base legal registrada no RD Station Marketing;
  2. Criar um fluxo (como mostrado abaixo) que atribui a base legal de Contrato após o Lead fechar uma venda e se tornar cliente. 


Adequação da base de Leads atual

Além de adequar os canais de entrada, é importante revisar e atualizar a base de contatos que você já tem atualmente. Com as novidades de automação para bases legais, ficou ainda mais fácil atribuir e modificar as bases legais dos Leads que você já possui na sua base. Veja algumas ideias:

Caso 4: Bases legais e o estágio do funil

Vamos supor que a sua empresa possua um sistema de qualificação de Leads e marcação de oportunidades. As oportunidades de negócio são aqueles Leads que demonstraram um interesse direto na compra do seu produto e/ou serviço. Com base nisso, vamos hipoteticamente supor que você decida atribuir a base legal do legítimo interesse para todos os Leads que foram marcados como oportunidades, visto que as interações desses Leads com a sua empresa, cumprem com os requisitos do legítimo interesse, e fazem o consentimento ser considerado desnecessário.

Para esses casos, você pode atribuir a base legal do legítimo interesse às oportunidades de negócio que você possui na sua base atual de Leads.


Depois, cria-se o seguinte fluxo para atribuir bases legais:

Caso 5: Leads da própria empresa

Provavelmente, os próprios colaboradores da sua empresa podem estar na sua base de Leads. Se esse for o seu caso, você pode segmentar os seus colaboradores para atribuir a base legal de legítimo interesse ou a base legal de contratos (depende do contexto), em massa para essas pessoas. Portanto, você pode construir o seguinte fluxo para atribuir bases legais em massa para os colaboradores da sua empresa:




E aí, gostou da matéria?! Conta pra gente como você está usando o recurso na sua estratégia de adequação. :)


A Vínculo Consultoria se orgulha em trabalhar com a plataforma RD Station!

Para saber mais sobre nossos serviços, acesse: https://linktr.ee/vinculomkt





quarta-feira, 5 de maio de 2021

A ESTRATÉGIA DE MARKETING DE SUCESSO POR TRÁS DE JULIETTE FREIRE


 O reality show mais popular do país caminha para encerrar os mais de 100 dias de confinamento do Big dos Bigs — a edição mais longa do Big Brother Brasil já realizada. Marcada por grandes rejeições, como o histórico 99,17% da rapper Karol Conká, o programa também foi palco do surgimento de um fenômeno: Juliette Freire.

Além do carisma, assim como a narrativa pela qual o programa seguiu, não há como negar que o trabalho nas redes sociais da paraibana foram fundamentais para consolidar o favoritismo. Afinal, ela teve um crescimento intenso na internet.

Com formação em publicidade e propaganda, especializada em marketing e comunicação visual, além de consultora de imagem, Carol Guimarães explica, com exclusividade ao site Aventuras na História, o que existe por trás desse sucesso.


Imagem e trajetória

Segundo a especialista, todo e qualquer reality se vale da construção de uma história, onde existem personagens fundamentais para a trama. Dessa forma, existem os vilões, os mocinhos, os coadjuvantes e os que ficam de lado, as chamadas plantas.

“Há algumas edições, a internet não era um fator tão decisivo na construção dessas narrativas, que ficavam restritas à uma pequena parcela da audiência que assinava o pay per view, mas principalmente à Rede Globo, que é responsável pela edição e exibição do programa”, explicou a profissional.

“Com o crescimento das redes, o posicionamento midiático se tornou fundamental para ir bem no jogo”, continuou Carol. “Como exemplo temos Manu Gavassi na edição passada, que usou de uma narrativa criativa pré-estabelecida, e agora a maquiadora Juliette, que se vale dos artifícios de marca pessoal para cativar o público.”

Uma boa estratégia

Segundo Carol Guimarães, foi realizada uma estratégia de posicionamento de imagem para construir o quebra-cabeça do personagem Juliette, que não deixa de ser uma peça na história contada pela edição 2021.

“Os administradores das redes sociais usaram, por exemplo, diversos momentos engraçados, sensíveis e de acolhimento dela para construir uma imagem popular e carismática, que foi apresentada através de pequenas tiras em formato de postagens nas redes, montando um quebra-cabeça sobre quem é Juliette”, analisa a especialista.

A equipe da paraibana também se utilizou fortemente do fator identificação e causas, ao retratar com afinco questões como xenofobia e psicofobia, que causaram nos internautas o sentimento de empatia.

"Juliette, logo no começo do programa, brigou com Karol Conká, que sempre se referia a ela como uma pessoa com problemas mentais e psicologicamente instáveis”, explicou. “Em outros pontos, era a origem da participante e seu modo de falar que geravam incômodo nos integrantes da casa.”

“Nesse caso, a equipe dela se aproveitou para lançar vários conteúdos nas redes, como forma de aproximação e entendimento, um exemplo é uma série que existe em seu Instagram chamada dicionário 'juliettês'”, analisa.

Discursos do bem

A especialista destaca que, apesar de outras pessoas também terem sofrido preconceitos dentro da casa, Juliette foi a que melhor soube utilizar disso para branding marketing. Nesse sentido, Carol pontua aqueles que não aplicaram o mesmo plano.

“Temos o caso da participante Thaís, que foi colocada como uma pessoa burra e lerda devido aos seus problemas em se expressar”, explicou a especialista. “Ninguém problematizou isso, ou se utilizou disso para falar de maneira assertiva sobre introspecção ou glossofobia, que é o medo de falar em público”.


“Essa imagem foi muito bem trabalhada pelas páginas de fofoca, que diariamente soltavam postagens sobre como a Juliette é uma pessoa boa, que de fato é, mas é preciso enxergar a maximização disso”, explica Carol.

“Podemos observar que foi feito o inverso com a Viih Tube, onde as mesmas páginas que vinham mostrando uma imagem positiva da Juliette se atentaram a assuntos para o lado negativo, como na questão da falta de banho, onde ela fica com uma imagem de pessoa suja. Ou com relação a puxação de saco dela com os líderes, passando a ideia de falsa. A questão é, todo mundo tem aspectos positivos e negativos, mas um lado é mais enfatizado que outro a depender de quem seja”, finaliza a especialista.

 Narrativa coesa

Sem esse tipo de posicionamento de imagem, é pouco provável que advogada tivesse crescido tanto em número de seguidores. Além disso, o trabalho com relação à marca pessoal de Juliette conquistou uma base sólida de fãs, que se enxergam na participante.

“A característica dessa torcida também foi moldada pelo trabalho dos administradores. São pessoas altamente engajadas e que passam a atuar como grandes divulgadores e captadores de seguidores, uma propaganda boca a boca”, pontua Carol Guimarães.

Para a especialista, a estratégia de Juliette está bem consolidada e provavelmente será a adotada no pós-reality também. “Na minha visão está tudo planejado, há marcas com contratos engatilhados. Não há como negar que Juliette vende”, diz ela.

Por fim, Carol pontua que esse pode ter sido um dos motivos que está fazendo a emissora rever como os administradores usam a imagem dos participantes nas redes, visto que em alguns casos eles se tornaram maiores que o programa em si.


Fonte: aventurasnahistoria


quinta-feira, 29 de abril de 2021

Importância do design gráfico no marketing digital



O design gráfico é a arte mais poderosa que deu uma nova vida ao marketing digital. Esta forma de arte moderna adicionou um toque contemporâneo ao perfil de propaganda de cada empresa. 

Ele também atua como um dos principais componentes para construir o conhecimento da marca e influenciar o processo de tomada de decisão do cliente.

Até o passado recente, muitos empresários e tomadores de decisão não conseguiam entender a importância do design gráfico. Agora, há um grande interesse, pois as duas indústrias estão se tornando inseparáveis.

Então, vamos mergulhar no conceito de design gráfico e no papel que ele desempenha no mundo do marketing digital.

O que é design gráfico?

O design gráfico comunica ideias ou mensagens de forma visual. Ele pode ser usado por qualquer tipo de indústria para transmitir informações complicadas de uma forma digerível.

O design gráfico é a arte de criar conteúdo visual para comunicar mensagens

Aplicando hierarquia visual e técnicas de layout de página, os designers gráficos usam tipografia e imagens para atender às necessidades específicas dos usuários e se concentram na lógica de exibir elementos em designs interativos para otimizar a experiência do usuário.

Quão essencial é o design gráfico para o marketing digital?

Como empresário, você certamente terá orgulho de seu negócio. Portanto, suas imagens não deveriam refletir isso também? Você vai aparecer no tapete vermelho de moletom? Não. Você vai se vestir para impressionar. Da mesma forma, os designs gráficos são o tapete vermelho da sua empresa.

Aqui estão algumas razões mais convincentes pelas quais o design gráfico é essencial para o marketing digital.

Então, você criou um design inovador agora é hora de apresentá-lo ao seu cliente. É aqui que as maquetes são úteis. 

Uma maquete é uma representação completa do seu design em um ou mais produtos do cliente, como etiquetas, cartões de visita, papelaria e sinalização. 

Uma maquete mais complexa pode mostrar o livro do cliente em uma estante ou nas mãos de um leitor, mostrando o mundo em que o produto habitará.

Fazer uma mockup é importante porque mostra ao cliente exatamente o que ele pode esperar do produto final desde que a maquete seja bem feita. 

Quando um designer apresenta uma maquete excessivamente estilizada, o cliente obtém um produto de design totalmente diferente do que esperava. E se sua maquete não comunicar a marca com precisão, ela não foi planejada bem o suficiente.

É por isso que criamos este guia para ajudá-lo a entender o conceito, os aspectos técnicos e as armadilhas associadas ao design.

Design gráfico vai dar vida a sua identidade visual e marca exclusiva

Ao optar pela ajuda de um designer gráfico ou de uma empresa de design gráfico, você pode estabelecer seu próprio tom e estilo exclusivo e se diferenciar dos concorrentes. 

Como resultado de sua identidade única, os clientes e clientes em potencial também se tornarão mais familiarizados com sua marca e o distinguirão da multidão.

Aqui estão alguns exemplos de design de marca bom e bem pensado.

Ao criar uma estratégia de marca exclusiva, você pode garantir que sua marca pareça consistente em todas as mídias.

O design gráfico transmite muito mais do que palavras em apenas imagem

A velha frase "Uma imagem vale mais que mil palavras" não poderia ser mais verdadeira. O design gráfico é importante para qualquer empresa que pretenda causar uma impressão positiva e duradoura. 

Quando se trata de divulgar a mensagem sobre o seu negócio, o design chama a atenção primeiro e depois as palavras. Juntos, eles transmitem uma mensagem poderosa. 

Por exemplo, no logotipo da Apple, não há nem mesmo um slogan, mas o design fala melhor do que palavras para a marca.

Os exemplos acima deixam claro que a criatividade sempre melhora a interpretação visual. A mensagem que você precisa transmitir pode ser tão criativa quanto a anterior. Essas peças de design impressionarão o cliente e aumentarão a popularidade da marca.

Como o Design Gráfico pode ajudar no cenário atual?

O design gráfico na área de marketing digital está em alta. A demanda por designers especializados na criação desses tipos de designs de marketing também está aumentando. 

Quando você está procurando uma equipe para assumir o cargo, conhecer os vários tipos de designs gráficos amplamente utilizados no marketing digital o ajudará a encontrar o especialista certo de que precisa.

As empresas investem em esforços de marketing para influenciar o processo de tomada de decisão de seu público-alvo. Os designers que criam gráficos para fins de publicidade e marketing trabalham diretamente com os tomadores de decisão e profissionais de marketing. 

O design gráfico da interface do usuário ou designs digitais são criados para serem visualizados em uma tela. Os designers que criam esses tipos de gráficos se concentram em muitos elementos visuais, como tamanho, cor, posicionamento do CTA e muito mais, para proporcionar uma boa experiência digital ao seu público-alvo.

Fazer o marketing da sua empresa no mundo online pode ser uma tarefa desafiadora. No entanto, seguir as tendências modernas do design gráfico e aplicá-las pode tornar as coisas mais fáceis.

Além de todas as tendências acima mencionadas em design gráfico que impulsionam o Marketing Digital, você também pode experimentar banners animados, modelos de e-mail minimamente projetados e anúncios gráficos sutis para atrair seu público potencial e convertê-los em clientes.

Além disso, as tendências do design gráfico continuam mudando ano após ano. 

Agora ser você quer dar uma repaginada no seu negócio, inovar no mercado de design virtual, chegou a hora de contratar esse profissional incrível que vai mudar a maneira que o seu negócio e vista na sociedade através dos seus conhecimentos e habilidades.


Saiba Mais

Fonte: brasil247